terça-feira, 29 de novembro de 2011

Turismo no Ceará terá R$ 1,3 bilhão em investimentos até 2014

Para investimentos em turismo até a Copa do Mundo, em 2014, o Ceará tem R$ 1,3 bilhão já garantidos. O valor representa em média 11% dos quase R$ 12 milhões que o estado terá para investir nas diversas áreas. Segundo o governador Cid Gomes, o recurso será utilizado para obras de infraestrutura, duplicação de estradas, construção de grandes empreendimentos, como o Centro de Eventos e o Acquário.

O recurso de R$ 1,3 bilhão é proveniente de diversas fontes. Parte do dinheiro é proveniente de recursos próprios e a outra parte advém de empréstimos. Serão US$ 400 milhões (em média R$ 740 milhões). Deste valor, US$ 150 milhões (em média R$ 277,5 milhões) são provenientes do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur) somados a US$ 100 milhões (R$ 185 milhões) de contrapartida do Governo do Estado.


“O Ceará foi o primeiro estado brasileiro a conseguir o financiamento do Prodetur, além de ter o maior valor recebido”, destacou Cid. Será destinado US$ 1 bilhão para todo o País. O valor angariado pelo Ceará representa, portanto, 25% do montante.


Além disso, o governo angariou US$ 100 milhões (R$ 185 milhões) junto à Corporação Andina de Fomento (CAF) com contrapartida de US$ 50 milhões (R$ 92,5 milhões). Os números foram divulgados ontem durante a Conferência Internacional “Turismo: desenvolvimento, inclusão social e integração regional”, que prossegue até hoje no Centro de Convenções do Ceará.


Infraestrutura


Entre os grandes empreendimentos de infraestrutura do Estado, Cid Gomes destacou o Acquário Ceará com previsão de conclusão até o final de 2013. Para 2012, segundo o secretário de turismo do Estado, Bismarck Maia, estão previstos a entrega do Centro de Eventos, as obras da rodovia CE-040, o aeroporto de Aracati, além de terminar a pista de Jericoacoara e iniciar as obras do Acquário.


Além disso, há a previsão da estruturação de aeroportos nacionais de Aracati e Jericoacoara e regionais em Tauá, São Benedito e Camocim.


“São obras que vão mudar a história do turismo do Ceará. Qualquer uma delas isoladamente já mudaria, mas juntas elas vão dar uma nova forma de sustentação do turismo”, previu o secretário. Para o secretário geral da Organização Mundial de Turismo (OMT), Taleb Rifai, é importante diversificar o investimento no Estado. No entanto, o investimento em turismo é importante também por fomentar outros setores.


Segundo Rifai, são três os benefícios do investimento na área: infraestrutura, valorização da população local e desenvolvimento do destino turístico. “Há excelentes exemplos positivos em Barcelona e na África do Sul que, depois de Copas do Mundo, mudaram suas imagens e tiveram décadas de legado benéfico”, destacou.


Fonte: O POVO Online

Um comentário:

Diego Fonseca disse...

Realmente o turismo cearense tem muita perspectiva para o futuro proximo!

Turismo | low cost - viagem barata