sexta-feira, 6 de junho de 2014

Geopark Araripe

Da série "Patrimonio da humanidade reconhecido pela UNESCO, mas não pelo Estado do Ceará": Geopark Araripe, na Bacia Sedimentar do Araripe, no Sul do Estado do Ceará, reconhecido pela UNESCO, como maior serva de registros fósseis do planeta do Período Cretáceo Inferior e componente de Rede de Geoparks UNESCO. A região é especial pelos achados geológicos e paleontológicos inéditos desde os primeiros anos do Século XIX, com registros entre 110 e 70 milhões de anos, em excepcional estado de preservação e diversidade. No Araripe está mais de um terço de todos os registros de pterossauros descritos no mundo, mais de 20 ordens diferentes de insetos e única notação da interação inseto-planta. Há similares destas mesmas espécies na África, indício de quando os continentes foram um só, na época do continente primaz Gondwanna.

sábado, 28 de setembro de 2013

Serra da Capivara: em busca da origem perdida

Novas pesquisas indicam que o interior do Piauí foi de fato um dos berços do homem americano. A iluminação noturna da Toca do Boqueirão da Pedra Furada embaralha a policromia das pinturas rupestres no paredão de 70 metros de altura, que pode ser visitado por uma extensa passarela de metal. Por Alessandro Meiguins. Fotos de André Pessoa.Em National Geographic Brasil

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Dia Mundial do Meio Ambiente

Bom dia a todos.....hoje é o DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE....O Dia Mundial do Meio Ambiente foi estabelecido pela Assembléia Geral das Nações Unidas em 1972 marcando a abertura da Conferência de Estocolmo sobre Ambiente Humano. ....Celebrado anualmente desde então no dia 5 de Junho, o Dia Mundial do Meio Ambiente cataliza a atenção e ação política de povos e países para aumentar a conscientização e a preservação ambiental. ...hoje é também o dia em que o Estado do Ceará vai dar um "chute na canela" do Meio Ambiente e da população de Fortaleza ao abrir a licitação da nova ponte estaiada sobre o Rio Cocó, sem estudos técnicos que a subsidiem e a revelia de todas as opiniões em contrário....

terça-feira, 7 de maio de 2013

Capa de O ESTADO VERDE

Ponte estaiada: solução ou mais um problema?

O Parque do Cocó é alvo de mais um projeto que promete gerar polêmica. Sendo personagem de discussões mais acaloradas em todas as esferas legislativas do Ceará, como a sua demarcação que se arrasta por anos, a intenção do Governo do Estado de construir uma ponte estaiada que cortaria sua área verde, com a premissa de desafogar o trânsito da Avenida Washington Soares e adjacências, vem incentivando opiniões diversas entre políticos, docentes e integrantes de entidades civis. O que todos concordam é que um equipamento como este, construído e projetado de forma correta, pode tornar-se um importante aliado tanto na conjuntura urbanística e paisagística como, inclusive, no âmbito turístico. A grande maioria dos técnicos das áreas de engenharia e especialistas ambientais não refuta a construção de uma das peças estruturais mais modernas da atualidade. Entretanto, o local onde a ponte estaiada deverá ser construída é que causa certo desconforto aqueles que têm o Parque do Cocó como uma das principais áreas verdes do Ceará. Em princípio, o empreendimento ficará no começo da Cidade 2000, na altura da Rua Magistrado Pompeu, que começa na Avenida Padre Antônio Tomás. De acordo com a Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra), a obra, que deverá ter custo de cerca de R$ 300 milhões, tem como objetivo expandir o sistema viário de ligação às Zonas Norte/Leste e Leste/Sul, através da construção da Ponte sobre o rio Cocó. Além da via suspensa, o projeto ainda incorpora a construção do Mirante de Fortaleza, equipamento que possibilitará uma visão panorâmica da cidade, com restaurante, galeria de arte e lojas. No último dia 11 de abril, foi aprovado o Parecer Técnico da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) referente à análise do Estudo de Impacto Ambiental e respectivo Relatório (EIA/Rima) do sistema de interseção e acessos de vias urbanas à CE 040. A votação ocorreu na 217ª Reunião Ordinária do Conselho Estadual do Meio Ambiente (Coema). Conforme estudos feitos pelo consórcio OAS/Marquise, ao custo de R$ 6 milhões, a ponte estaiada deverá ter 850 metros de comprimento e terá como suporte dois mastros, separados por 500 metros, sendo a melhor saída estrutural para a minimização dos efeitos negativos impostos à biodiversidade do Rio do Cocó. Em O ESTADO VERDE/ Fortaleza

domingo, 7 de abril de 2013

Reserva da Serra das Almas no Ceará

Reserva da Serra das Almas é exemplo de conservação no sertão do Ceará. No dia 28 abril será comemorado o Dia Nacional da Caatinga. Para o secretário executivo da Associação Caatinga, Rodrigo Castro, existem muitos motivos para comemorar: "Isso não significa que o caminho não seja muito longo e árduo. Temos a festejar uma mudança de atitude histórica, em relação à Caatinga. Hoje você vê cada vez mais as pessoas interessadas, com vontade de conhecer o bioma". A preservação da flora e da fauna é destaque na Reserva da Almas.

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Santana do Cariri

Santana do Cariri, denominada originalmente como Brejo Grande, era local habitado pela tribo de guerreiros denominados Buxixés, de origem Tapuia que dominavam , além do Araripe as terras limótrofes que estendiam até Pernambuco. Sua origem urbana remonta ao final do Século XVII, quando os irmãos João Alves Feitosa e José Cavalcante, procedentes da Casa da Torre (Bahia), requereram e obtiveram terras nas margens do Riacho Brejo Grande, um dos principais afluentes do posteriormente denominado Rio Cariús. Diante das condições geologicamente favoráveis, não somente com relação à pecuária, mas sobretudo à agricultura, houve rápido desenvolvimento do reduto, atraindo novos moradores para a região. Dessa pioneira convergência nasceria o arraial e o povoamento adjacente, formando-se rápido estágio de florescimento. A elevação do arraial à categoria de Vila ocorreu segundo Lei Provincial nº 2.096, de 26 de Novembro de 1885, tendo sido instalada a 11 de Janeiro de 1887, data em que se instalou, igualmente, a Câmara Municipal. Sua elevação à categoria de Município, com o nome de Santanópole, ocorreu na forma do Dec-Lei nº 448, de 20 de Dezembro de 1938. As primeiras manifestações de apoio eclesial têm como precedentes a ereção da respectiva capela, da qual constam como responsáveis os irmãos João Alves Feitosa e José Alves Cavalcante. A criação da Freguesia, com a denominação de Freguesia de Sant’Ana do Brejo Grande, tem como instrumento de apoio a Provisão de 26 de Agosto de 1838, abrangendo as projeções de Assaré e Quixará, esta posteriormente denominada Farias Brito. Vista da Matriz de Santana do Cariri, posicionada à margem direita do Rio Cariús, a partir da Estrada do Cancâo Velho, que dá acesso ao povoado de mesma denominação e Pontal de Santa Cruz. Arquivo de imagens Ibi Tupi. Fotografia José Sales. Direitos autorais preservados.

sábado, 5 de janeiro de 2013

Caatinga - um novo olhar

Um dos destaques de 2012 foi o livro de fotografias sobre o bioma típico do Nordeste brasileiro lançado pela Associação Caatinga, de forma a contribuir para a mudança de percepção sobre o bioma da caatinga - normalmente descrito como seco e improdutivo. Com esse objetivo, a Associação Caatinga lança hoje o livro "Caatinga - um novo olhar", resultado de dois anos de pesquisa e viagens por várias regiões do Ceará que incluem o bioma em sua composição, além de algumas localidades na Bahia e no Piauí. A publicação apresenta quase 150 fotografias, elaboradas por fotógrafos cearenses e de outros Estados. Daqui, aparecem nomes como Celso Oliveira, Ciro Albano, Maurício Albano, Sheila Oliveira, entre outros. Há ainda a colaboração de Há ainda a colaboração de profissionais como Araquém Alcântara (SC) e Alexandre Gambarini (SP).

domingo, 30 de dezembro de 2012

Pitadas ambientais

"Nova Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente da Prefeitura de Fortaleza. Está lá, nos compromissos assumidos pela nova gestão: “Fazer, dentro dos 100 dias, um diagnóstico completo da situação ambiental de Fortaleza”. A “criação” do Parque Rachel de Queiroz se enquadra dentro das “Ações imediatas”. Será que a “implantação” do Parque também é imediata? " COLUNA ECOLOGIA/ O POVO Online/ Jornalista Edgar Patrício.

sábado, 22 de dezembro de 2012

Parque Rachel de Queiroz, mais de 12 anos de luta

"Há dez anos a gente luta pelo parque, por mais lazer e valorização de uma área verde, que está abandonada, correndo risco de ser roubada por ação da especulação imobiliária que quer construir apartamentos lá. A negociação está devagar, quase parando. Se não fosse a articulação dos moradores estaria tudo mais difícil", comentou.(Depoimento em Setembro 2010) Conforme Aguiar, a Câmara Municipal de Fortaleza aprovou uma emenda ao Plano Plurianual 2010-2013, mas faltou liberar a verba, orçada em R$ 4 milhões. A gestão teria, segundo ele, retirado os recursos previstos no Orçamento do Município e aplicado em obras na Praia de Iracema. O Parque Rachel de Queiroz é um projeto que envolve 11 bairros, entre eles o Presidente Kennedy. A área total é de aproximadamente 255 hectares e vai atender cerca de 500 mil habitantes. O projeto prevê uma intervenção de recuperação, preservação ambiental e construção de equipamentos para a prática de esportes e atividades culturais no percurso do Riacho Alagadiço, pelos bairros das regionais I e III, onde há, pelo menos, quatro grandes áreas verdes: no Polo de Lazer da Avenida Sargento Hermínio, no Bairro Ellery; no bairro Presidente Kennedy, ao lado do Colégio Santa Isabel; no Açude Santo Anastácio, no Campus do Pici da Universidade Federal do Ceará; e onde está a Casa dos Benjamins. A assessoria de comunicação da SER III informou que há sim projetos sociais para o bairro e, entre eles, está o trecho 6 do Parque Rachel de Queiroz. Atualmente, o projeto está em fase de conclusão orçamentária e deve chegar a R$ 5 milhões. A Prefeitura de Fortaleza informa, ainda, que busca agora recursos junto aos governos federal e estadual para que seja dado início ao processo de licitação para as obras. Mais informações sobre o Parque Rachel de Queiroz estão disponíveis no site:http://www.parqueracheldequeiroz.org.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Revitalização do Mucuripe

Já está em elaboração o Plano de Revitalização Portuária de Fortaleza - produto do entendimento do ministro dos Portos, Leônidas Cristino, com o governador Cid Gomes, o prefeito eleito, Roberto Cláudio, e o presidente da Companhia Docas do Ceará, Paulo André Holanda. O plano prevê 10 ações prioritárias, entre as quais estas: capacitação da mão de obra do entorno do Porto do Mucuripe; vias de acesso; extensão do VLT até a Praia Mansa; gestão do meio ambiente; geração de emprego e renda, o que inclui a Escola de Surfe; turismo; reforma do Farol; revitalização do Cais Pesqueiro, em parceria com a Colônia Z-8; e pátio de estacionamento de caminhões do lado de fora do Porto. O futuro do Porto do Mucuripe e do seu entorno parece promissor. COLUNA EGIDIO SERPA/ DIARIO DO NORDESTE ONLINE

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

A Praia Mansa em Fortaleza

A Praia Mansa, junto ao Porto do Mucuripe, é uma formação costeira artificial a partir da deposição de sedimentos, resultante da construção do molhe principal de proteção da baía de evolução do Porto do Mucuripe. Tem dimensões da ordem de 11 hectares. Do ponto de vista de sua localização a mesma está dentro do contexto operacional portuário. Segundo os especialistas, como o Professor Jeovah Meireles do Departamento de Geografia/ UFC, a Praia Mansa é um ambiente extremamente frágil, inserido em um ambiente costeiro extremamente complexo. Por conta disto, segundo o Projeto Orla as recomendações são para sua transformação em Unidade de Proteção Integral de Uso Restrito para atividades de lazer, visitação restrita, turismo ecológico e pesquisa

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Mais um incêndio no Parque do Cocó....

Eis mais um incêndio que se registrou neste fim de semana em área de cerca de quatro hectares do Parque do Cocó. O Corpo de Bombeiros esteve no local e deve apura as causas. Mas neste domingo havia muita fumaça na área....sempre de autoria desconhecida.....e desta vez junto a Comunidade do Dende....ao lado da UNIFOR....

sábado, 20 de outubro de 2012

Jericoacoara na disputa do título da melhor do Brasil

Jericoacoara está na disputa pelo título de “Melhor Praia do Brasil”. É finalista no Prêmio O Melhor de Viagem 2012/2013, da revista Viagem e Turismo. O anuncio da vencedora ocorrerá quinta-feira, no Teatro Tom Jobim, no Rio de Janeiro. Neste ano, estão na disputa com Jericoacoara, as praias pernambucana Porto de Galinhas e do Sancho (Fernando de Noronha), além de Bombinhas (SC) e Praia da Pipa (RN).

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Semam pode não conceder alvará para construir Acquario do Ceará

As fundações para a construção do Acquario Ceará foram retomadas em junho deste ano, após 83 dias de embargo pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico (Iphan), questão superada por uma decisão da Justiça Federal. No entanto, os problemas que envolvem o empreendimento turístico ainda podem dificultar por algum tempo o andamento da obra, que corre o risco de não ter o alvará de construção liberado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Controle Urbano (Semam), quando este ficar pronto.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Artesanato de Juazeiro: peças são referência no País

O comércio de artesanato na terra do Padre Cícero passou a ser uma das grandes referências no Brasil. A perspectiva é que, até o final do ano, haja melhoria nas vendas. O segmento da palha tem uma estimativa de produtividade até o fim do ano, com mais de 50% de aumento nas vendas.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Novo aterro da Praia de Iracema

Luís Parente, diretor do Instituto de Ciências do Mar (Labomar), da Universidade Federal do Ceará (UFC), esclarece que o projeto inicial previa um volume de areia bem maior, com 80 metros de areia, formando uma inflexão, como a do aterro da Praia de Iracema. Assim, o mar não bateria nas pedras. Contudo, após protestos de surfistas e moradores do Poço da Draga, a Prefeitura optou, por sugestão do Ministério Público, reduzir o projeto para um volume de areia de 30 metros. Por esse motivo, acrescenta o especialista, o comportamento do aterramento é completamente diferente. Parente destaca que a parte central da praia, o pico de surf conhecido pelos surfistas como Havaizinho, ficou preservado, mas a intervenção não tem a mesma estabilidade do projeto original. "Foi reduzido de propósito, para não prejudicar o surf", diz. O diretor do Labomar esclarece que, normalmente, as maiores variações da faixa de praia acontecem nos primeiros seis meses após o término da obra. Por isso a importância de fazer um monitoramento a cada mês. Mas adverte que, somente daqui há seis meses, terá condições de avaliar melhor a situação.

Mar avança e reduz a faixa de praia

A maré levou parte do aterro feito pela Prefeitura; projeto inicial foi modificado após protestos. Para retomar a faixa de areia sobre a qual o mar avançou, a Praia de Iracema passou, de janeiro a agosto deste ano, por um processo chamado de "engorda" da faixa de praia. Trata-se do aterramento do trecho compreendido entre a Rua João Cordeiro e o Boulevard Almirante Tamandaré. No entanto, a menos de um mês do término da execução do projeto, moradores observam que a ação do mar já reduziu parte do aterro.A recuperação da contenção marítima da Praia de Iracema faz parte do Projeto Nova Praia de Iracema, realizada pela Coordenadoria de Projetos Especiais e Relações Institucionais e Internacionais (Cooperii) e pela Secretaria Executiva Regional (SER) II. O projeto abrange três grandes intervenções.Entre elas, o reajustamento de pedras que deslocaram-se naturalmente com o tempo devido à erosão marítima, ao longo de todo o calçadão, da Rua João Cordeiro até o Boulevard Almirante Tamandaré (R$ 3 milhões); recuperação da parte final do espigão da Rua João Cordeiro (R$ 1,3 milhão); engorda da faixa de praia e construção de um novo espigão ao lado da Ponte Metálica, (R$ 7,3 milhões). O total do investimento foi de R$ 11,7 milhões. Diário do Nordeste Online

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Medida Provisória do Código Florestal (MP 571/2012) está no Senado

A Medida Provisória do Código Florestal (MP 571/2012) será o primeiro item da pauta da sessão deliberativa marcada para esta terça-feira no Senado. O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), decidiu interromper o recesso informal pelo qual o Senado passa nesse período eleitoral para tentar votar a matéria até 8 de outubro. Trata-se do segundo texto sobre a matéria encaminhado pelo Executivo, enviado ao Congresso pela presidenta Dilma Rousseff e que sofreu uma série de alterações por parte dos parlamentares. Desde o início da tramitação, ainda na comissão especial mista, a MP teve que ser negociado com a Frente Parlamentar da Agropecuária para tentar garantir a aprovação na Câmara e no Senado. Depois de longa negociação, os representantes dos ambientalistas conseguiram manter no texto a necessidade de recomposição das áreas de preservação permanentes (APPs) em áreas consolidadas de nascentes e olhos d’água em raio de 15 metros. A emenda, do senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), substituiu uma espécie de escala estabelecida na MP original que definia o tamanho da recomposição de acordo com a dimensão da propriedade. FONTE AGENCIA BRASIL

sábado, 15 de setembro de 2012

Estado oficializa a Ordem de Serviço para revitalizar o Sítio Fundão

Foi assinada ontem, a ordem de serviço para a revitalização do Parque Estadual do Sítio Fundão. No local, está um patrimônio de relíquias históricas, culturais e ecológicas deixado pelo ambientalista Jéferson da Franca Alencar. Cumprindo as promessas de melhorias, o Governo do Estado, através do Conselho de Politicas e Gestão do Meio Ambiente (Conpam), vai realizar, inicialmente, as obras de construção de uma guarita e o cercamento verde de mais de dois quilômetros. A ideia é começar a ação pelas áreas onde a pressão urbana é mais forte. DN ONLINE

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Recife em transformação radical

Em Recife, esta grande cidade que está se transformando em ritmo aceleradissimo: novas vias e ligações, ampliação do Metro, instalação de VLT em direção a Sâo Lourenço da Mata, onde ficará a ¨Cidade da Copa¨. E ainda os novos pólos de investimento metropolitanos: ao Sul, o Complexo Industrial e Portuário do Suape, que modifica velozmente Porto de Galinhas e Ipojuca. E ao Norte, a perspectiva de instalação da FIAT, que trará toda sua infraestrutura hoje existente em Turim além do conjunto de fábricas ce componentes agregadas e o surgimento do novo Complexo Industrial e Portuário de Goiana, na divisa com a Paraíba...acontecimentos de deixar até os pernambucanos de boca aberta....

domingo, 9 de setembro de 2012

Visita a Fazenda Raposa, em Maracanaú

Hoje realizamos um visita à Fazenda Raposa,da UFC, em Maracanaú, para documentação fotográfica do PRU CAMPI UFC em Fortaleza e Região Metopolitana. Nem tudo está perdido, depois do grande incendio, na segunda feira passadaa. Como diz o caboclo, a vegetação já est[a "broiando". E uma grande parte dos campos de carnaúba ainda está intacta.

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Incendio atinge integralmente a Fazenda Raposa

Grande parte da reserva ambiental de carnaúbas foi atingida pelas chamas. Fogo teve início pela manhã e só foi controlado durante a noite. Local abriga 17 das 24 espécies de palmeiras existentes no mundo.Com aproximadamente 147 hectares, a reserva é utilizada por pesquisadores da Universidade Federal do Ceará (UFC) e também da Universidade Estadual do Ceará (Uece), em razão da diversidade que há no local. A fazenda abriga 17 dos 24 tipos de palmeiras existentes no mundo, possuindo o maior número de espécies do gênero “copernicia” da América Latina. O POVO ONLINE

domingo, 2 de setembro de 2012

Pecém: insustentável contradição

Investimentos bilionários que começam a ser construídos no Complexo Industrial e Portuário do Pecém agravam a falta de infraestrutura do entorno, onde ainda corre esgoto a céu aberto, denotam a total falta de planejamento urbano e regional. Extensa reportagem em O POVO.http://www.opovo.com.br/app/opovo/economia/2012/09/01/noticiasjornaleconomia,2911491/insustentavel-contradicao.shtml

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

´Ao Gosto Popular´ termina hoje no Crato

Cerca de 12 grupos de tradição popular estão reunidos até hoje para participar do projeto "Ao Gosto Popular". O evento é realizado anualmente pelo Serviço Social do Comércio (Sesc), no intuito de fortalecer e exaltar as produções culturais presentes no Estado do Ceará. Em decorrência do mês do folclore, a programação mantém viva as memórias clássicas da história. Entre os grupos estão os de reisados, maneiro pau, coco de roda, bandas cabaçais e lapinhas. Este ano, a ação teve início no último domingo, em parceria com o Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB), onde houve o encerramento da II mostra Banco do Nordeste de Tradição Cultural. Em um espaço aberto, o público formado por de mais de 300 pessoas participou, conferindo as exibições do Coco Frei Damião, de Juazeiro do Norte, Penha Cirandeira, de João Pessoa, e do Samba de Coco de Arcoverde, de Pernambuco. No Cariri, para aproximar a população das manifestações culturais, o projeto é levado para as comunidades e terreiros dos mestres brincantes. Até agora, o evento já visitou a feira livre do Crato, o terreiro da Mestre Zulene Galdino, o Colégio Estadual Wilson Gonçalves e, hoje, será realizado na sede do Projeto Nova Vida. A expectativa é que, até o fim das apresentações, cerca de duas mil pessoas possam ter acesso às exibições artísticas. Para promover a cultura e as formas dos fazeres folclóricos, o Sesc selecionou os participantes por meio de critérios que oportunizaram a participação de novos grupos. Além dos tradicionais. Para valorizar as manifestações populares, relacionadas às tradições e valores brasileiros, a instituição busca apreciar e divulgar iniciativas dos saberes. O projeto é fragmento do Programa Cultura, do Sesc Ceará. DN ONLINE

Construtores aderem ao plantio de árvores em Fortaleza

A demanda por ações socioambientais nas empresas ganhou força nos últimos dois anos e vem se consolidando cada vez mais no Estado. Entre os exemplos, está uma das ações do Grupo Edson Queiroz, com a campanha "Plante uma árvore. Semeie esta ideia!", lançada em fevereiro deste ano, com o objetivo de tornar Fortaleza uma Capital mais arborizada. Diário do Nordeste Online

sábado, 18 de agosto de 2012

Livro retém memória e conta a história da dança regional

A linguagem da dança, sua evolução, história no Brasil, no Ceará, perpassa pelo Cariri. Pela primeira vez é contada a história da dança regional. O lançamento do livro "Memórias da Dança: recortes da dança", do professor Alysson Amancio, coreógrafo e bailarino, de Juazeiro do Norte, aconteceu na noite de ontem, no Espaço de Dança Gisele Alvim. DN ONLINE

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Estado do Ceará vai liberar R$ 55 milhões para Universidades

Estado do Ceará vai liberar R$ 55 milhões até 2014 Universidades estaduais podem escolher como usar o dinheiro. Professores e alunos avaliam o investimento e indicam setores problemáticos nos campi da Capital e do interior...ao mesmo tempo em aplica mais de 1,5 bilhão em 3 "obras emblemáticas": Castelão, Centro de Eventos(Marromzão) e e Acquario do Ceará....30 vezes mais que para a educação superior...

sábado, 11 de agosto de 2012

Expedição Cocó

Nesta segunda-feira, 13 de agosto, O POVO circula com o 2º caderno do especial “Expedição Cocó” e trata sobre os outros bichos do Cocó, assim como registro fotográfico do lixo deixado no local. Crustáceos, anfíbios, répteis peixes e o descarte de centenas de marcas ao longo da floresta são revelados. O primeiro caderno, que circulou na última segunda-feira, 6, trouxe um levantamento jornalístico, que identificou 77 espécies diferentes de pássaros, apresentados em um infográfico. O POVO ONLINE

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Fortaleza: 10 imóveis concorrem à verba para restauração

O Centro Histórico de Fortaleza deverá ganhar outras cores em breve. Dez imóveis privados estão inscritos em um projeto para restauração e serão avaliados por uma comissão especial com o intuito de receber financiamento destinado à recuperação. A iniciativa é uma parceria entre o Ministério da Cultura e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em convênio com a Prefeitura de Fortaleza e Banco do Nordeste. Fonte: Diário do Nordeste Online

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

EXPEDIÇÃO COCÓ

Expedição Cocó...1.000 dias na floresta, pelo Jornalista Dimitri Túlio.a inédita e reveladora Expedição Cocó. Um registro jornalístico, em grande reportagem, do que nos habita o mangue do Cocó. O último refúgio de floresta que resiste, descontínuo, ao lado de um rio de aldeia e que se encontra com o Atlântico. Mata exuberante que remoça, mesmo fragmentada entre avenidas, esgotos, prédios e janelas de Fortaleza. O POVO ONLINE

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

MPF pede arquivamento de inquérito contra paleontólogos

O Ministério Público Federal (MPF) solicitou arquivamento do inquérito policial, que trata da prisão em flagrante de dois pesquisadores na área da Paleontologia. O fato aconteceu no último mês de maio. A solicitação foi feita à 16ª Vara da Justiça Federal, com sede em Juazeiro do Norte. A polêmica em torno da questão foi causada principalmente por uma má interpretação da lei pela fiscalização, segundo o MPF.A legislação assegura a presença dos pesquisadores, sejam eles nacionais ou estrangeiros, com bolsas de pesquisas patrocinadas por órgãos de fomento nacional, instituições de reconhecimento, e tenham feito o comunicado ao Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). Segundo o procurador federal, Rafael Ribeiro Rayol, todos esses procedimentos foram cumpridos pelos pesquisadores Alex Kellner e o francês Romain Amiot, que estavam atuando na região. "Na verdade, faltou a interpretação correta em razão até de desentendimentos e um melhor conhecimento da lei, que insere várias portarias ministeriais, com muitos detalhes", afirma o procurador. Ele ressalta que ficou claro, nos documentos apresentados pela coordenação do projeto, que o estrangeiro era bolsista do CNPq, nesse caso não necessitando de autorização do DNPM e nem do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) para atuar no local indicado pela coordenação da pesquisa. DN ONLINE

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

O verde entrou na ordem do dia

O dia a dia da construção civil aos poucos vai assumindo uma nova imagem em relação ao meio ambiente. A Magis Incorporações, por exemplo, plantou cerca de cinco mil mudas de árvores em Fortaleza e é responsável pelo projeto de revitalização do canteiro central da Avenida Santos Dumont. São aproximadamente três quilômetros de paisagismo. "Um ato de amor pelas árvores" é o tema do 5º Encontro do Movimento Pró-Árvore, às 15 horas de domingo, dia 5 de agosto, no anfiteatro do Parque Rio Branco. Na pauta, defesa das árvores, idas ao mato, difusão de conhecimento, plantio de árvores e defesa de áreas verdes. A iniciativa comunga com os objetivos da "Campanha Plante uma Árvore. Semeie esta ideia", do Grupo Edson Queiroz. COLUNA MERCADO VERDE/ DN ONLINE

terça-feira, 31 de julho de 2012

Campo do América e o jogo do empurra

A novela sobre a compra do Campo do América, situado em área nobre de Fortaleza, e que é reduto de comunidade de baixa renda do entorno, continua se arrastando desde o ano passado. Agora, peritos do INSS pediram 10 dias para divulgar avaliação da área que a Prefeitura quer comprar, segundo informa o presidente da Central Única de Favelas (CUFA), Preto Zezé, que acompanha o caso há quase dois anos. A Prefeitura prometeu comprar e transformar o local em área de lazer para a comunidade. A burocracia entrou nesse campo que, na prática, só abriu vez para certo jogo de empurra. Blog do Elomar de Lima

domingo, 29 de julho de 2012

Fortaleza sem um Sistema de Planejamento

Os candidatos a Prefeito de Fortaleza já iniciaram suas respectivas jornadas pela cidade como sempre prometendo "mundos e fundos" e insistindo em dizer o que não sabem se poderão realizar. Um único dos candidatos falou "en passant" em planejamento. Parece que, pelo andar da caruagem, vamos continuar sendo a única grande cidade brasileira que não possui um sistema de planejamento e coordenação.....aparentemente todos realizam, mas cada um a sua maneira, sem uma necessária integração e uma visão holística do futuro desta cidade.

sábado, 28 de julho de 2012

A festa da tecnologia e inovação em Recife

Primeira edição da Campus Party em Recife abre espaço para a discussão sobre sustentabilidade e tecnologia. Dois mil campuseiros estão acampados no local.Mike Comberiate, engenheiro de longa data da Nasa, foi uma das atrações mais aguardadas desta edição da Campus Party Recife. O Mike Nasa, como é chamado, trouxe uma maratona de desenvolvimento de softwares para robôs (Robotics Boot Camp) para o acampamento, que realiza estudo de combate ao aquecimento global e pesquisas espaciais. Para o estudioso, a nova geração de robôs inteligentes muda a metodologia do estudo fora da Terra, sendo uma maneira de realizar todo o trabalho sem a intervenção humana, com a capacidade de trazer ainda mais informações de fora do nosso planeta. O projeto de Mike está presente em diversas universidades ao redor do mundo e busca a melhoria da tecnologia dos equipamentos enviados para o espaço. Com a ajuda de estudantes de todo o mundo, robôs são aperfeiçoados a fim de modificar e melhorar o reconhecimento dos ambientes extraterrestres. “Um dos grupos está desenvolvendo garras para os robôs para ajudar na captura de elementos para análise, outra equipe está desenvolvendo um robô que dá ré ao encontrar obstáculos e a equipe brasileira está trabalhando em emissão de raio laser em 360 graus para fazer varredura do ambiente”, explicou Mike Por falar em sustentabilidade e pesquisa, durante o evento foi apresentada a oitava edição do relatório da Telefonica/Vivo. Em um debate com o presidente do grupo de telefonia, Aron Belinky e e o professor universtitário Silvio Meira foram discutidas propostas de como as chamadas TICs (Tecnologia da Informação e Comunicação) podem contribuir para a solução dos desafios expostos na Rio+20. De acordo com o presidente da empresa, Carlos Valente, “Esse trabalho consolida-se como uma ferramenta única de avaliação da empresa, retratando com transparência os esforços do grupo em fazer um serviço de forma integral, sustentável e respeitada pelos clientes”. O POVO ONLINE

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Prefeitura de Fortaleza dá mau exemplo de preservação ambiental

O Ministério Público do Estado do Ceará (MP-CE), por intermédio da 1ª Promotoria de Justiça de Meio Ambiente e Planejamento Urbano da Capital, entrou com uma Ação Civil Pública Ambiental, com pedido de liminar contra o Município de Fortaleza, para que seja realizado e apresentado o Estudo de Impacto Ambiental e seu relatório, referente às obras realizadas às margens de um riacho afluente do Rio Cocó. O MP considera que os trabalhos foram causadores de danos ao meio ambiente, em virtude de desmatamento realizado no lugar. Diário do Nordeste Online

terça-feira, 24 de julho de 2012

Usina de Tauá vira atração

A Usina de Energia Solar do Grupo MPX virou atração da programação da XII Feira de Negócios da Região dos Inhamuns. Empresários, alunos de escolas públicas e de municípios vizinhos têm ido a Tauá para conhecer a usina, que é, do ponto de vista tecnológico e ambiental, uma grande novidade: a energia elétrica é gerada pelo que sobra em Tauá: a luz do Sol. Fonte: Coluna Egídio Serpa/ Diário do Nordeste Online

domingo, 22 de julho de 2012

Maior parte dos estados e municípios não tem Plano de Gestão de Resíduos Sólidos

A maior parte dos Estados e Municípios brasileiros ainda não elaborou seu Plano de Gestão de Resíduos Sólidos, apesar de o prazo para concluir o projeto – que deve indicar como será feito o manejo do lixo em cada localidade – estar próximo do fim. A partir de 2 de agosto, a cidade que não tiver o planejamento fica impedida de solicitar recursos federais para limpeza urbana. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, até o momento houve apenas 47 pedidos de verba para construção dos planos, entre solicitações de administrações municipais e estaduais. Fonte: AGENCIA BRASIL

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Tauá é o primeiro em tecnologia digital

Este Município é o primeiro do Estado em tecnologia digital. O Projeto Cidade Digital implantado pela Prefeitura Municipal de Tauá aparece em 17º lugar no Índice Brasil de Cidades Digitais, com 366 pontos, sendo a primeira do Estado do Ceará. Outras duas cidades do Ceará foram destaque, São Gonçalo do Amarante, que ficou em 34º lugar com 328 pontos, e Sobral, com 188 pontos na 79ª posição. O índice foi divulgado pela Revista Wirelles Mundi, que mostra a evolução no nível de digita-lização das cidades do País. Ano passado, Tauá já havia sido destacado no ranking nacional. O Programa Cidade Digital, iniciado em 2006 pela Prefeitura Municipal, em parceria com o Ministério das Comunicações, transformou a cidade quanto à inclusão digital. Nos últimos cinco anos, o Município praticamente respira progresso na área digital. Diario do Nordeste Online

sábado, 14 de julho de 2012

100 anos do Rei do Baião no Crato

Festa lembra 100 anos de Luiz Gonzaga, um "amigo do Crato".Memorialista destaca forte vínculo sentimental do "Rei do Baião" com o município e o próprio Cariri. Um dos momentos mais marcantes da exposição em 2012 foi apresentação de sanfoneiros tocando músicas do homenagem.

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Debate sobre Código Florestal está longe de finalizar

Comissão especial aprovou o texto-base ontem, mas falta consenso e análise das emendas fica para agosto; só depois dessa etapa é que a MP da Dilma que altera o Código pode ser votada na Câmara e no Senado, cujo prazo vence em 8 de outubro.

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Caatinga, um novo olhar ²

Lançamento do livro "Caatinga - um novo olhar". Hoje, às 19 horas, na Saraiva Megastore do Shopping Iguatemi (Avenida Washington Soares, 85, Cocó). Contato: (85) 3241.3632

Novo Código Florestal - parecer desagrada a ambientalistas e ruralistas

O parecer do Senador Luiz Henrique (PMDB-SC) apresentado hoje (11) na comissão especial do Congresso que analisa a admissibilidade da Medida Provisória 571, que trata do Código Florestal, desagradou a representantes das bancadas ambientalista e ruralista. Os deputados que formam maioria na comissão resolveram entrar em obstrução e não dar quórum para a votação do parecer, amanhã (12). Ela foi marcada pelo presidente da comissão, Elvino Bohn Gass (PT-RS) para as 10 horas desta quinta-feira mesmo com o aviso dos parlamentares de que não comparecerão. As duas bancadas querem adiar para a primeira semana de agosto a análise e votação da matéria na comissão e no plenário da Câmara. “Vamos encaminhar o parecer às federações de Agricultura e cooperativas para saber qual o impacto financeiro [da proposta] nos nossos estados. Precisamos de tempo para receber o aval do setor organizado”, justificou o deputado da Frente Parlamentar da Agropecuária, Abelardo Lupion (DEM-PA). O Deputado Sarney Filho (PV-MA) decidiu fazer um acordo com os ruralistas para ganhar tempo e tentar mobilizar entidades e movimentos ligados à defesa do meio ambiente. A decisão de boicotar a votação do parecer de Luiz Henrique foi tomada hoje pela bancada do PV. O relator acredita que ainda há tempo para tentar negociar um novo texto que viabilize a votação da matéria. Segundo ele, a decisão de obstruir a reunião desta quinta-feira é um ato isolado “de alguns parlamentares” e não representa o pensamento do conjunto dos deputados e senadores que integram a comissão e o Parlamento.” Fonte Agência Brasil

Caatinga, um novo olhar

Associação Caatinga lança hoje livro de fotografias sobre o bioma típico do Nordeste brasileiro. Contribuir para a mudança de percepção sobre o bioma da caatinga - normalmente descrito como seco e improdutivo. Com esse objetivo, a Associação Caatinga lança hoje o livro "Caatinga - um novo olhar", resultado de dois anos de pesquisa e viagens por várias regiões do Ceará que incluem o bioma em sua composição, além de algumas localidades na Bahia e no Piauí. A publicação apresenta quase 150 fotografias, elaboradas por fotógrafos cearenses e de outros Estados. Daqui, aparecem nomes como Celso Oliveira, Ciro Albano, Maurício Albano, Sheila Oliveira, entre outros. Há ainda a colaboração de profissionais como Araquém Alcântara (SC) e Alexandre Gambarini (SP). DIARIO DO NORDESTE ONLINE

terça-feira, 10 de julho de 2012

Fortaleza fora da Copa

Na semana passada, os ministérios do Turismo e dos Esportes, a Embratur e o Sebrae nacional, com o apoio e a chancela da Fifa, promoveram em Santiago do Chile um evento - denominado "Goal to Brazil" - cujo objetivo exclusivo foi o de divulgar as 12 cidades que sediarão os jogos da Copa do Mundo de 2014. No espaço do evento, sua organização montou um estande para cada uma das cidades. Por motivo até agora desconhecido, o estande de Fortaleza permaneceu abandonado: nenhum representante da PMF ou do Governo do Ceará esteve lá. Recife e Salvador levaram a sério a promoção e, de modo agressivo, seus agentes distribuíram brindes e folheteria e exibiram imagem e som de sua música e de suas praias. O POVO ONLINE

Prefeitura de Fortaleza aponta co-responsáveis

O titular da Semam, Adalberto Alencar, afirmou que, além da empresa responsável pelo Seawind, “alguém tem de se corresponsabilizar”, referindo-se tanto à Capitania dos Portos do Ceará (CPCE), quanto à Companhia Docas do Ceará. Em nota, nem a Capitania dos Portos nem a Companhia Docas se pronunciaram sobre isso. Informaram somente que “não há mais vazamento de óleo proveniente do Navio Mercante Seawind desde terça-feira passada, 3”. A Semam confirmou que entrará com ação judicial contra a empresa responsável pelo Seawind. Para o titular da Semam, a Prefeitura não pode permitir a permanência do quarto navio submerso no litoral fortalezense: “Não podemos transformar o nosso litoral em um cemitério de navios”. O POVO ONLINE

Crime ambiental na orla marítima de Fortaleza

O estudo científico dos impactos ambientais causados pelo vazamento de óleo do navio mercante búlgaro Seawindo não será produzido “da noite para o dia”. A advertência foi dada ontem por Luís Parente Maia, diretor do Instituto de Ciências do Mar (Labomar), da Universidade Federal do Ceará (UFC), que tirou a instituição da reta. “A UFC não está disposta a pagar”, afirmou. De acordo com ele, nesses casos, quem deve arcar com as despesas do estudo é a empresa responsável pelo Seawind. Com custo estimado em mais de R$ 364 mil, o diagnóstico sobre as consequências da substância derramada pela embarcação leva pelo menos um ano para ficar pronto. Apenas nos primeiros seis meses, serão necessários R$ 243 mil para a realização da etapa inicial de estudo, que constitui a coleta de 45 amostras de água, solo e abiota. No segundo momento, as amostras deverão ser colhidas de dois em dois meses. O processo pode se alongar por até dois anos. O POVO ONLINE

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Calçadão ainda mais disputado nas férias

O calçadão da Praia de Iracema, em Fortaleza, atrai quem quer caminhar, andar de patins, skate, triciclo, namorar ao pôr do sol e ver muita gente. Julho traz o público das férias para somar aos usuais frequentadores. Enquanto isso em outras partes da cidade tudo continua mal mantido ou com obras inacabadas.

quinta-feira, 5 de julho de 2012

IBAMA não sabe a origem do óleo no mar

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) defende a ideia de que a mancha de óleo que apareceu na Praia do Pirambu não é decorrente do navio búlgaro Seawind, afundado há seis dias perto do Porto do Mucuripe. A procedência do lubrificante está sendo averiguada. A tese é defendida pelo Ibama porque o óleo não representa perigo de contaminação da água, por ser um líquido mais grosso conhecido como “óleo bunker”. Essa qualidade, segundo o Ibama, não sobe à superfície da água, a menos que sofra exposição à alta temperatura. O instituto garante ainda que está sendo analisada a possibilidade de remoção do Seawind, mas ainda não há data para o içamento ocorrer. O POVO ONLINE

terça-feira, 3 de julho de 2012

Russas produz 70% da telha colonial do NE

A tão famosa "Terra da Laranja Doce" hoje vem se destacando pela produção da telha colonial, produto que vem ganhando destaque na região pela sua qualidade, deixando o Município como referência no setor. Além de sua importância econômica, a indústria disponibiliza um produto com preço acessível ao mercado da construção civil. Com a valorização e o crescimento do campo, a procura pela telha colonial foi responsável pela expansão e crescimento das indústrias, que vem gerando, no mínimo, de três a quatro mil empregos diretos, além da melhoria e modernização das indústrias cerâmicas para atender à demanda do mercado. Atualmente, a telha colonial russana abastece os mercados de toda região e é responsável por 70% da produção nordestina. A indústria em Russas é pioneira na implantação de novas tecnologias em sua produção, visando atingir altos níveis de qualidade do produto. Além dos empregos diretos, a produção da telha colonial gera renda na região, desde a extração da poda do cajueiro, material usado para queima nas fornalhas, até o carregamento de caminhões e transporte para outros Estados. Os aproximados quatro mil empregos gerados pelas cerâmicas, só em Russas, movimentam e aquecem o mercado varejista. DIARIO DO NORDESTE ONLINE

Protesto dos Tapeba fecha trecho da BR-222

Índios Tapeba realizaram protesto ontem pela manhã no KM 12 da BR-222, neste Município da Região Metropolitana de Fortaleza. Os indígenas, vestidos com cocar, pintados, portando lanças, burdunas e chocalhos, fizeram uma barreira com um trator, duas carroças e alguns pedaços de madeira. A manifestação foi pacífica, e protestou pela demolição de todas as dez casas da Aldeia do Sobradinho. Cerca de 17 comunidades indígenas Tapebas estiveram no trecho interditado, em solidariedade aos moradores da aldeia demolida. A Polícia Rodoviária Federal foi até o local orientar os motoristas a pegarem vias alternativas. Representantes da Defensoria Pública do Estado e do Centro de Defesa e Promoção dos Direitos Humanos da Arquidiocese de Fortaleza estiveram no local acompanhando o movimento, e afirmaram que irão investigar os acontecimentos. DIARIO DO NORDESTE ONLINE

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Ibama: falta de qualidade técnica de projetos é um dos principais entraves para licenciamento

A falta de qualidade técnica dos projetos de infraestrutura do país submetidos à análise do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) é uma das principais justificativas para a demora na conclusão dos processos de licenciamento ambiental. Ao assumir o órgão há pouco mais de um mês, Volney Zanardi disse que, em muitos casos, as autorizações e licenças não esbarram em questões ambientais, mas na própria viabilidade desses projetos. “Fala-se muito que ‘só falta a licença’ [para execução de obras], mas, muitas vezes, tem outras coisas por trás, como a realidade socioeconômica da região que não foi considerada. São políticas públicas que acabam precisando ser tratadas para que o projeto se torne viável”, disse Zanardi em entrevista exclusiva à Agência Brasil. “O que poderia ser negociado no processo de planejamento acaba sendo tratado no licenciamento”, explicou o engenheiro. Semana passada, por exemplo, a Petrobras anunciou o adiamento da instalação de plantas – como a da Refinaria do Nordeste, em Pernambuco, e do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) – previstas inicialmente para 2014. A presidenta da estatal, Graça Foster, disse que as refinarias são essenciais, e serão construídas, mas explicou que a empresa vai avaliar a viabilidade de cada projeto, a disponibilidade de recursos, o alinhamento dos custos das novas refinarias e a disponibilidade de gás natural para plantas de fertilizantes e novas termelétricas. No caso das obras de transposição do Rio São Francisco, vários pontos estão parados por problemas relacionados à gestão dos recursos hídricos, que é uma atribuição da Agência Nacional de Águas (ANA). Zanardi explicou que poucos órgãos contam com núcleos especializados em meio ambiente em suas estruturas. A presença desses especialistas poderia, segundo ele, dar mais celeridade aos processos. “O licenciamento acaba sendo custoso e não otimizado. Às vezes [o órgão] tem a licença e não consegue cumprir, porque não tem pessoal qualificado para tratar da questão ambiental”, disse. AGENCIA BRASIL ONLINE

domingo, 1 de julho de 2012

Plano Real completa 18 anos de implementação

“Lançado no dia 1º de julho de 1994, o Plano Real está completando neste domingo (1º) 18 anos de implementação. De acordo com o Ministério da Fazenda, a inflação estava em torno de 50% ao mês em junho de 1994 e baixou para 1,7%, nos primeiros meses de 1995. O ministério registra ainda que o plano entrou em vigor em um momento “quando há 35 anos não se registravam taxas tão reduzidas de inflação”. Além de baixar a inflação, o plano tinha como objetivo enunciado promover o desenvolvimento econômico. A inflação elevada durante a vigência do cruzeiro real, moeda vigente até então, motivava a necessidade de reajuste quadrimestral de salários, com base na inflação do período. Em alguns quadrimestres, os salários reajustados chegavam a dobrar seu valor nominal. O plano ainda trocou o cruzeiro real pelo real. Antes, houve um período de transição com a atualização monetária por meio da Unidade Real de Valor (URV), que convertia os valores ainda cobrados em cruzeiro real. Com a estabilização da inflação, o Brasil adotou, em 1999, o regime de metas da inflação, que estabelece percentuais mínimo e máximo para a variação de preços. Em 2005, o Banco Central (BC) definiu a meta de 4,5% para a inflação anual até 2014. Em 2005, o resultado apurado ao final do ano foi 5,69%. Em 2006, caiu para 3,14%; em 2007 para 4,46%; em 2008 subiu para 5,9%; em 2009 caiu para 4,31%; em 2010 se elevou a 5,91%; e, em 2011, atingiu o teto da meta, 6,5%. Para 2012, levando em conta projeções do mercado financeiro, o BC elevou em 0,3 ponto percentual, no último dia 28, a projeção para a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), estipulando a previsão em 4,7%. O cenário foi desenhado com base em uma taxa de câmbio de R$ 2 e na meta da taxa básica de juros, a Selic, de 8,5% no ano.” AGENCIA BRASIL ONLINE

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Novas regras podem restringir acesso ao Parque do Cocó

O Parque Ecológico do Cocó é um dos locais preferidos dos fortalezenses e turistas para unir lazer, esportes e meio ambiente. Porém, um novo conjunto de regras pode limitar o acesso das pessoas ao equipamento.Quem frequenta regularmente o Parque Ecológico do Rio Cocó provavelmente já notou algumas mudanças nas regras para visitar a unidade de conservação, principalmente no trecho das trilhas ecológicas, entre as avenidas Engenheiro Santana Júnior e a Sebastião de Abreu. Segundo a nova gerente do Parque do Cocó, Henriete Pereira, as medidas visam à preservação do local e à adequação do parque às regras estabelecidas no Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC). Mas algumas mudanças propostas pela administração do equipamento (ver quadro ao lado com todas as alterações) dividem opiniões. O POVO ONLINE

domingo, 24 de junho de 2012

Cúpula repete promessas e adia as ações para 2015

A Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável terminou como começara: num tom melancólico e sem surpresas. A Rio+20 fica marcada pela distância entre a expectativa da sociedade civil e o que os governos e diplomatas foram capazes de produzir em 12 dias de diálogo.O documento final da conferência, intitulado de O Futuro que Queremos - e apelidado de O Futuro que Não Queremos por organizações não-governamentais - foi aprovado ontem, na plenária final da conferência, sem qualquer comentário por parte dos delegados presentes. Num mundo vitimado pela crise econômica, os 114 líderes reunidos no Riocentro contentaram-se em repetir as promessas feitas em 1992 e adiar de novo ações que a ciência aponta como urgentes. O documento, diante da falta de perspectiva de consenso em temas como financiamento, acabou desidratado pelo país anfitrião. DIARIO DO NORDESTE ONLINE

sábado, 23 de junho de 2012

Entenda a notícia

Segundo a Funceme, as chuvas de ontem foram causadas por um fenômeno conhecido como “ondas do leste”. Elas são consideradas normais para os meses de junho e julho, mas vieram de forma mais agressiva nas últimas horas. O POVO ONLINE

Segunda maior chuva do ano inunda ruas e fecha aeroporto

Somente os 197,5 milímetros de 27 de março superaram a precipitação de ontem. Ruas ficaram alagadas e até o aeroporto precisou ser fechado. Sete voos foram cancelados e 32 atrasaram. Um dia de caos para Fortaleza. Quitinetes incendiaram na avenida Costa Barros, canais transbordaram em vários pontos da cidade, vias se converteram em rios e ficaram intransitáveis. O Aeroporto Internacional Pinto Martins chegou a ser fechado. Bairros sofreram quedas de energia e até prédios oficiais acabaram alagados. Tudo provocado por forte chuva registrada desde a madrugada de ontem. O POVO ONLINE

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Dilma Rousseff diz que aprovação de texto-base da Rio+20 é vitória do Brasil

A Presidente Dilma Rousseff disse hoje (19) que a aprovação do documento base da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, antes da chegada dos chefes de Estado ao Rio de Janeiro, é uma “vitória do Brasil”. O documento, aprovado em plenária nesta terça-feira, tem que ser avaliado e aprovado pelos chefes de Estado que estão chegando ao Rio para a fase decisiva da conferência, de amanhã (20) até sexta-feira (22). Um acordo entre 191 países e delegações é um acordo complexo. É sempre bom olhar que há a necessidade de um balanço entre os países. A questão do documento não é uma questão que diga respeito a um só país. Estamos fazendo um documento que é o documento possível entre diferentes países e diferentes visões do processo relativo à questão ambiental”, disse a presidenta em entrevista em Los Cabos, no México, onde participou da Cúpula do G20, grupo das 20 maiores economias do mundo. AGENCIA BRASIL

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Tauá inova no uso da energia solar

O município de Tauá instalou iluminação pública no Parque da Cidade, área central de lazer com três luminárias públicas. O equipamento capta a energia solar durante o dia e ilumina à noite, num projeto piloto na cidade.Tauá onde há a maior radiação solar de todo o país, o calor, que racha a terra e enche de apreensão o agricultor nesses tempos de estiagem, traz como consolo a possibilidade de criação de emprego e renda a partir da geração de energia elétrica. E a partir desse calor, uma das fontes geradoras de energia alternativa, a solar, começa a ser utilizada de forma pioneira no Estado. DIARIO DO NORDESTE ONLINE

domingo, 17 de junho de 2012

Ainda há tempo para salvar a Rio+20

A ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva disse acreditar que ainda há tempo hábil para um acordo nas negociações, o que vai garantir o sucesso da Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20). Ela participou nesse sábado (16) de um ato organizado pelo Comitê em Defesa das Florestas e Desenvolvimento Sustentável contra o Código Florestal, na Cúpula dos Povos, que contou com a presença de diversas lideranças ambientais e representantes do Legislativo. “O Brasil tem todas as condições de protagonizar um esforço para que façamos uma avaliação verdadeira do que foi feito ou não. Buscar mediar, junto com os demais países, que a crise econômica não pode deixar em segundo plano a crise ambiental. Há tempo, até porque agora a prerrogativa de fazer essa mediação está entregue ao Brasil. É a grande oportunidade de revisitarmos os compromissos e corrigirmos os rumos.” Segundo Marina Silva, o sucesso da conferência está nas mãos de todos os líderes do planeta, mas o Brasil tem um papel importante. “Nós não podemos tirar responsabilidade deles, mas o país anfitrião tem uma responsabilidade maior.” Perguntada se estava otimista ou pessimista com os rumos da conferência, Marina disse que está persistente. “Cobro que o Brasil continue sendo o país que lidera pelo exemplo. Nós fizemos isso em Copenhague. O Brasil constrangeu os que queriam fazer menos podendo fazer mais quando assumiu metas de redução de dióxido de carbono.” Sobre o evento que havia participado, contra o Código Florestal aprovado pelo Congresso Nacional e vetado em parte pela presidenta Dilma Rousseff, a ex-ministra do governo Lula fez questão de esclarecer que não se tratava de um ato de oposição política. AGENCIA BRASIL

sábado, 16 de junho de 2012

Banda Cabaçal festeja 176 anos de existência

Dos antepassados indígenas à modernidade, a tradição de repete por quatro gerações. A Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto comemora 176 anos, no passo trançado da cultura e da alegria de poder continuar o legado da família. Dos seis integrantes da banda, dois deles ainda fazem parte da terceira geração, que é o Mestre Raimundo Aniceto e Antônio Aniceto. Mas o mestre é o responsável pela condução do grupo e constrói os instrumentos. A banda é uma das mais representativas da cultura popular no Estado e já realizou apresentações pelo Brasil e Europa. Dividiu palco até com grandes nomes da música, a exemplo de Hermeto Pascoal e do grupo Quinteto Violado. Os Aniceto Mirim estão no rumo, também aprendendo, para dar continuidade ao legado. DIARIO DO NORDESTE ONLINE

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Apenas 28% do texto final da Rio+20 estão concluídos

No segundo dia de debates, apenas 28% do texto final referente às negociações da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, obtiveram consenso. A informação é do diretor do Departamento de Desenvolvimento Sustentável, Assuntos Econômicos e Sociais da Rio+20, Nikhil Seth. Mas, segundo ele, o clima de otimismo predomina nos grupos setoriais. De acordo com o diretor, o principal inimigo das negociações é o tempo. DCI ONLINE

domingo, 10 de junho de 2012

Festa de Santo Antônio é esperança para casamentos

Apesar da indiscutível multiplicação virtual em busca de relacionamentos sérios nas redes sociais, ainda é grande o número de mulheres a acreditarem e apostarem nas graças de Santo Antônio, o casamenteiro, na transformação do sonho do matrimônio em realidade. Ninguém sabe ao certo quem teve o favor divino atendido. A maioria prefere não revelar com receio de ter a união amaldiçoada após a troca de alianças. Nas cidades onde o santo aliado das mulheres foi nomeado seu padroeiro, os pedidos, seguidos de orações, se tornam ainda mais frequentes nas festividades em homenagem ao protetor religioso. DIARIO DO NORDESTE ONLINE

sexta-feira, 8 de junho de 2012

As rosas e o Dia dos Namorados

Cearosa e Reyjers, as duas maiores produtoras de rosas do Ceará, estão nadando de braçadas para o Dia dos Namorados, na próxima terça-feira, 12. Ampliaram a produção e o número de colaboradores eventuais para atender à demanda.COLUNA EGIDIO SERPA/ DIARIO DO NORDESTE ONLINE

quinta-feira, 7 de junho de 2012

VLTs de Fortaleza estão parados por vandalismo

Em três meses de uso, mais de 100 pedradas danificaram os 24 vagões dos seis veículos, diz o Metrofor Não deu tempo nem de aproveitar as melhorias na Linha Oeste do metrô de Fortaleza. A ação de vândalos quebrou os vidros e amassou parte das laterais dos seis veículos leves sobre trilhos (VLTs) colocados em circulação há pouco mais de três meses no percurso entre a Capital e Caucaia e obrigou a Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor) a retirá-los da operação para conserto. Com isso, o percurso entre Fortaleza e Caucaia, de 19,5 quilômetros, voltou a ser feito pelos veículos "Pidner" com locomotivas. DIARIO DO NORDESTE ONLINE

terça-feira, 5 de junho de 2012

Homenagem à Teresina

Por suas ações de proteção e preservação da arborização e ampliação de seus parques urbanos, neste Dia Mundial do Meio urbana e ampliação de seus parques urbanos.neste Dia Mundial do Meio Ambiente.Imagem aérea dos Parques Rio Poty I e II(Margens Direita e Esquerda do Rio Poty).Acervo Ibi Tupi

domingo, 3 de junho de 2012

Ceará dá os primeiros passos para ter cidades inteligentes

O modelo, difundido com mais intensidade na Europa e em países desenvolvidos, já engatinha no Brasil, principalmente no Sul e Sudeste. Dentro desse contexto, o Ceará poderá dar, em breve, os primeiros passos para adotar, em alguns de seus municípios, ideias e projetos em prol da melhoria da integração entre população, administração pública e cidade, com a ajuda da tecnologia. DIARIO DO NORDESTE ONLINE http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1144594

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Agricultores criam um oásis produtivo em meio à seca

Famílias encontram apoio para plantar e criar animais, vivendo tempo de fartura, apesar da estiagem. A vida não está fácil, e como não chove fica difícil ter comida para os bichos e na mesa de casa. A comunidade de Caatingueirinha, em Potiretama, enfrenta melhor o dilema da seca desde que intensificou a plantação de hortas, árvores frutíferas e a criação de galinhas no quintal de casa. A iniciativa é própria. Até as sementes em estoque são do lugar. O que era alternativo virou principal e "quando deu fé", a renda é maior com o que produz no quintal do que a própria plantação de milho e feijão em regime sequeiro.Antes mesmo que virasse uma política pública de Estado, os quintais produtivos da Caatingueirinha já contrastavam com grande parte do sertão ressequido, marcado pela fome e sede. Agora os projetos da comunidade já são apoiados pelos bancos e, assim, foi possível potencializar a ideia própria. O quintal de Antônia das Graças Moura Oliveira é talvez a parte mais importante da casa. Ali, ela com o marido e todos os filhos plantam, colhem e criam. DIARIO DO NORDESTE ONLINE

Tudo pronto para a Festa de Santo Antônio em Barbalha

Um colorido especial da ornamentação dedicada a Santo Antônio toma as ruas deste Município, para a maior festa religiosa do interior do Estado. A Festa de Santo Antônio de Barbalha será aberta no próximo domingo, dia 3, com o tradicional carregamento do pau da bandeira. Cerca de 200 carregadores percorrerão 6 quilômetros, do Sítio São Joaquim até a cidade, com um jacarandá de mais de 2,5 toneladas e 23 metros, que servirá de mastro para o pau da bandeira de Santo Antônio.DIARIO DO NORDESTE ONLINE

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Fortaleza tem a 2ª pior avaliação de alfabetização do Ceará

Isto dito pelo próprio MEC...onde está a administração Fortaleza Bela que cuidava das pessoas..por onde o atual Secretário Municipal da Educação Elmano de Freitas........Os dados são referentes ao ano de 2011 e foram divulgados pelo governador Cid Gomes e pela titular da Secretaria de Educação do Ceará (Seduc), Izolda Cela, nesta segunda-feira (21), no Centro Administrativo do Cambeba. DIARIO DO NORDESTE ONLINE

domingo, 20 de maio de 2012

Pesquisas paleontológicas causam polêmica no Cariri

Uma pesquisa poderá esclarecer as razões da situação climática do semiárido nordestino dos próximos 20 anos, por meio do estudo de micropartículas de carbono 13, que podem determinar os períodos de seca que já ocorreram em épocas pré-históricas. As primeiras amostras desse material para estudo podem estar contidas no pó de rocha das formações Romualdo e Crato, coletado por um pesquisador francês, na maior escavação paleontológica controlada já feita no Nordeste, iniciada ano passado na Chapada do Araripe. O trabalho é financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Nacional (CNPq), com apoio do Geopark, e a participação de cerca de 20 pesquisadores de universidades brasileiras e do exterior, com a coordenação da Universidade Regional do Cariri (Urca). Serão investidos nos dois anos de pesquisa cerca de R$ 130 mil. Diante de todo nível de importância que uma pesquisa desse porte pode indicar, a prisão em flagrante pela Polícia Federal de dois cientistas renomados da Paleontologia, com 236 amostras de fósseis e o pó de rochas, envolvidos com o trabalho da escavação, deixa o dilema para as instituições: como diferenciar um estudioso comprometido há vários anos com estudos da área, ligado à entidades de pesquisa e autorizado pelo governo brasileiro, de um traficante de fósseis? Motiva esse questionamento a prisão do paleontólogo austríaco naturalizado brasileiro, Alex Kellner, e do francês Romain Amiot, que veio especialmente colher as amostras de pó de rocha, para levar ao Rio de Janeiro, conforme a coordenação da pesquisa "Estudos Sistemáticos e Paleoecológicos da Fauna de Vertebrados das Formações Crato e Romualdo (grupo Santana) da Bacia do Araripe", sob autorização do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), para a França. Mesmo com as várias situações ainda não esclarecidas que colocaram em evidência nomes de grandes instituições, como o Museu Nacional do Rio de Janeiro e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), as quais o pesquisador Kellner está ligado, a Urca e o DNPM, além do órgão de pesquisa, resta o constrangimento. DIARIO DO NORDESTE ONLINE

sábado, 19 de maio de 2012

Local do novo hospital metropolitano está indefinido

O local onde será construindo o Hospital Regional Metropolitano, prometido pela Secretaria Estadual da Saúde para a Copa de 2014, ainda está em análise. Movimento na Uece pede que a unidade seja construída no Itaperi.O Hospital Regional Metropolitano (HRM), que deve começar a funcionar até a Copa do Mundo de 2014, ainda não tem local certo para ser construído. No momento, de acordo com o titular da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), Arruda Bastos, o consórcio Marquise e mais sete empresas analisam possíveis locais para abrigar a futura unidade de urgência e emergência, especializado em alta complexidade. A previsão é que o estudo, realizado por meio de Parceria Público Privada (PPP), seja concluído até o fim deste mês. O Hospital Regional Metropolitano (HRM), que deve começar a funcionar até a Copa do Mundo de 2014, ainda não tem local certo para ser construído. No momento, de acordo com o titular da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), Arruda Bastos, o consórcio Marquise e mais sete empresas analisam possíveis locais para abrigar a futura unidade de urgência e emergência, especializado em alta complexidade. A previsão é que o estudo, realizado por meio de Parceria Público Privada (PPP), seja concluído até o fim deste mês. O POVO ONLINE

quinta-feira, 17 de maio de 2012

A Matinha do PICI

A Matinha do do Campus do PICI, junto ao Açude Santo Anastácio.....Alunos e professores da Universidade Federal do Ceará encaminharam esclarecimentos à coluna Mercado e Negócios sobre o projeto de implantação da Área de Relevante Interesse Ecológico (Arie) naquela instituição, mais especificamente no Campus do Pici. O documento informa que se a Arie da Matinha do Pici for reconhecida pelo município de Fortaleza, a UFC poderá submeter projetos e captar recursos para a realização de pesquisas científicas no local, já que se tratará de uma Unidade de Conservação; além disso, servirá para a realização de ações de recuperação ambiental (principalmente as relacionadas à qualidade dos recursos hídricos e da biodiversidade). Fonte: O POVO Online

terça-feira, 15 de maio de 2012

Fortaleza muito além do turismo de praia

Históricos, religiosos, culturais, ecológicos e até mesmo "shopping tour". Fortaleza vai além do turismo de praia.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Secretaria do Centro de Fortaleza joga a toalha

Quem sonha, debate e defende o Centro de Fortaleza revitalizado, com vida pulsante nas 24 horas do dia, ainda terá um longo caminho pela frente. As intervenções, tão desejadas, para tornar o bairro um local para morar, trabalhar ou se divertir não sairão tão cedo. Não é que faltem sugestões, alternativas ou projeto. Este até que está pronto. No entanto, reconhece a titular da Secretaria Executiva Regional do Centro (Sercefor), Luíza Perdigão, as ações práticas serão deixadas para a próxima administração. Por enquanto, a cidade continuará com seu bairro mais tradicional e importante, como está: com a invasão dos camelôs para tudo que é lado - são 13 mil na contagem da Prefeitura - a poluição visual, prédios abandonados e sem serventia, sujeira, espaços públicos destruídos e entregues aos moradores de rua, insegurança e muito prejuízo para todos os segmentos. Luíza também avisa: mesmo no projeto de revitalização tão sonhado, a cidade terá que aprender a conviver com o comércio ambulante. "Eles são necessários para o Centro e vão continuar aqui. Não existe a menor possibilidade de retirá-los e sim reordená-los em cinco camelódromos", informa. Fonte: Diário do Nordeste

domingo, 13 de maio de 2012

Muro de contenção do Icaraí desaba

A praia do Icaraí parece estar desaparecendo. A faixa de areia vem perdendo espaço para o mar que avança sem piedade. Para conter as águas, a Prefeitura de Caucaia começou a construir, em agosto de 2010, um paredão por toda a avenida litorânea do Icaraí, o conhecido big wall. O problema é que na última semana quase 100 metros da contenção desabou. Segundo Paulo Guerra, vice-prefeito da cidade, o desabamento ocorreu por causa da constância das marés altas. “As ondas da ressaca estão muito violentas e essa última maré marcou 3,3 metros de altura, o que provocou a erosão na retaguarda do barra mar. Por isso ocorreu a queda da parede”, informa. Ele diz ainda que o reparo já foi solicitado junto à empresa responsável pela construção e que não vai custar nada aos cofres públicos, pois a obra ainda está dentro do prazo de garantia. “A Construtora iniciará a reforma na segunda-feira (14) e nos deu o prazo aproximado de 15 a 30 dias para a conclusão”, acrescenta.

sábado, 12 de maio de 2012

Movimento Pró Parque Rachel de Queiroz informa

A coordenação do Movimento Pró-Parque Rachel de Queiroz tem o prazer de convidar você pra reuniao do Movimento que acontece neste sábado, dia 12 de maio, as 15 horas, na escola Joaquim Francisco Souza (Travessa Mendes Guimarães - bairro Presidente Kennedy) - ao lado da área verde e atrás do mercantil G Barbosa. Pauta proposta: 1. Nova campanha exigindo a implantação do Parque; 1. Informações sobre as lutas ambientais na cidade e a campanha VETA DILMA, que cobra o veto da Presidente ao novo (velho) Código Florestal.

terça-feira, 8 de maio de 2012

Pesquisadores descobrem anfíbios da Era Paleozoica em Timon e Nazária

Uma equipe formada por paleontólogos da UFPI e de instituições estrangeiras descobriu restos fósseis de anfíbios que viveram na Era Paleozoica, há 270 milhões de anos. A equipe é formada por pesquisadores de diversas instituiçõA equipe é formada por pesquisadores de diversas instituições estrangeiras, sendo seis paleontólogos e um geólogo sob a coordenação do Dr. Juan Cisneros (professor do Centro de Ciências da Natureza - UFPI) e o Dr. Kenneth Angielczyk (Museu Field, Chicago, EUA). Dois alunos bolsistas CNPq do curso de Arqueologia da UFPI também integram a equipe.es estrangeiras, sendo seis paleontólogos e um geólogo sob a coordenação do Dr. Juan Cisneros (professor do Centro de Ciências da Natureza - UFPI) e o Dr. Kenneth Angielczyk (Museu Field, Chicago, EUA). Dois alunos bolsistas CNPq do curso de Arqueologia da UFPI também integram a equipe. F

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Professor Alexandre Kellner preso pela Policia Federal

Um dos maiores pesquisadores de pterossauros do Brasil, o austríaco naturalizado brasileiro Alexander Kellner está entre os homens presos pela Polícia Federal nesta quinta-feira (3), no Aeroporto de Juazeiro do Norte. De acordo com a Polícia Federal, ele, outro paleontólogo francês, que está pela primeira vez no Brasil, e mais dois estudantes tentaram embarcar para o Rio de Janeiro com 236 amostras de material fóssil da Chapada do Araripe, sem a devida documentação legal para o transporte. Fonte: Diário do Nordeste Online

Alunos de Arquitetura e Urbanismo estudam o bairro Pici

Alunos do Curso de Arquitetura e Urbanismo da UFC estudam o bairro Pici. Conhecido por abrigar o Campus do Pici, maior campus universitário da cidade, pertencente à Universidade Federal do Ceará. O nome Pici vem do nome do centenário Sítio do Pici, às margens do Riacho Cachoeirinha, que foi propriedade do pai da escritora Raquel de Queiroz. Num passado recente foi um bairro bem maior e boa parte das terras pertencia à Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza e à Legião Maçônica de Fortaleza. A abordagem se refere a diversos aspectos: meio ambiente no contexto urbano, uso e ocupação do solo, mobilidade e transportes, patrimônio histórico, infraestrutura urbana, espaços e equipamentos públicos e outros.

terça-feira, 1 de maio de 2012

Criação IPLAMFOR sofre novo atraso

O veto parcial da prefeita Luizianne Lins (PT) ao projeto de Lei Complementar que cria o Instituto de Planejamento Urbano de Fortaleza (Iplanfor), começa a tramitar na Câmara Municipal a partir de amanhã. Primeira mente o veto será analisado pela Comissão de Legislação. O primeiro item vetado pelo Executivo foi o que previa a extinção da Comissão de Implantação e Acompanhamento das Zonas Especiais de Interesse Social (Zeis) de Fortaleza. Segundo a Prefeitura, a Comissão não deve ser extinta pois age em sentido complementar ao Iplanfor, devendo ser mantida devido o seu "relevante grau de especialidade técnica". Já o segundo parágrafo barrado, advindo de emenda proposta, previa a transferência das atribuições da Coordenadoria de Desenvolvimento Urbano (Courb) de Fortaleza para o novo instituto. De acordo com o Executivo, tal mudança não poderia ser promovida antes da realização de um planejamento logístico e operacional prévio do Iplanfor, de modo a garantir que as atividades do Courb sejam absorvidas pelo novo instituto sem prejuízo para a cidade. Entre alguns vereadores, o retorno do Iplanfor ao debate na Câmara representa uma derrota para a população de Fortaleza, uma vez que, caso aprovado o veto, o projeto precisará passar novamente por todo o processo de tramitação na Câmara, causando novos atrasos. Fonte: Diário do Nordeste

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Campanha Veta Dilma

Câmara aprova novo Código Florestal

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira, 25, o texto base do novo Código Florestal com as mudanças propostas pelo relator da matéria, deputado Paulo Piau (PMDB-MG). Após horas de discussões, os deputados aprovaram por 274 votos a 174 e 2 abstenções, as mudanças feitas pelo relator ao texto aprovado pelo Senado, contrariando a orientação do governo e dos ambientalistas. O plenário, de forma simbólica, também acatou os dispositivos aprovados pelos senadores que receberam parecer favorável de Piau. Neste momento, os deputados analisam 14 destaques apresentados por vários partidos políticos para mudar o parecer do relator. O governo e os ambientalistas defendiam o texto aprovado pelos senadores e enviado à Câmara para nova votação, com o argumento de que, no Senado, a proposta havia sido acordada com o setor produtivo e com os ambientalistas, e que também contou com a aprovação de deputados. Fonte: Divulgação

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Camara reoma votação do Código Florestal

A Câmara dos Deputados retomou há pouco a votação do novo Código Florestal. Marcada inicialmente para ontem (24), a votação da proposta foi adiada devido à falta de acordo entre os partidos políticos. Mais cedo, depois de reunião com o presidente da Casa, Marco Maia (PT-RS), o deputado Paulo Piau (PMDB-MG), relator da matéria, disse que deve reincorporar ao seu parecer dispositivo que estabelece faixa de preservação mínima de 15 metros de comprimento às margens de rios de até 10 metros de largura. Neste momento, Piau faz a leitura do parecer. Ele rebateu as críticas do líder do PT na Câmara, deputado Jilmar Tatto (SP), de que seu relatório dá anistia a desmatadores. Segundo Piau, não se pode considerar anistia a revisão de multas aplicadas a produtores que ocupam, há décadas, áreas que passaram a ser consideradas ilegais ao longo do tempo. Mais cedo, o deputado Moreira Mendes (PSD-RO), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, disse que a mudança sobre a preservação de matas ciliares será “gravíssima” para os pequenos produtores. “Agora, o problema não é nosso, estaremos fazendo a nossa parte. Quem vai responder ao produtor e aos prejuízos que serão causados são aqueles que estão aí lutando para a volta do parágrafo quarto”, ponderou Mendes.” Fonte Agência Brasil

sábado, 21 de abril de 2012

Camisea: o petróleo sob a Amazonia

As cabeceiras ocidentais da Amazônia estão abrindo-se para um boom de petróleo e gás. Multinacionais petrolíferas estão fazendo grandes descobertas ao longo de toda a faixa oeste dos Andes, desde a Venezuela passando por Colômbia, Equador, Peru e Bolívia, no que é chamado de tendência Sub-Andina. O cinturão de petróleo e gás está sob a mais rica biodiversidade da Terra. E essa região de cabeceiras é lar para muitos indígenas que vivem voluntariamente em isolamento e que nunca foram contatados. Num mundo ideal, todas essas cabeceiras estariam fora do alcance da exploração de petróleo e gás. No entanto, não vivemos em um mundo perfeito. Apesar da luta para proteger os povos indígenas e a biodiversidade através da criação de reservas, empresas de petróleo e gás fazem novas descobertas todos os dias. Ao mesmo tempo que trabalhamos para a criação de mais áreas protegidas livres da exploração de petróleo e gás, também temos de exigir que as companhias de petróleo usem os mais altos padrões e empreguem os melhores métodos de operação visando proteger a floresta e os habitantes das áreas onde estão autorizadas a atuar. Onde podemos observar tais práticas? Bem, não há muitos exemplos. A maioria do desenvolvimento segue os padrões trágicos e destrutivos que vemos no leste do Equador. No entanto, há um lugar onde o aprendizado de como gerir o petróleo e gás pode ser visto. Esse lugar é Camisea, grande empreendimento nas cabeceiras do rio Urubamba, no Peru. Camisea é o melhor exemplo de um novo conceito de desenvolvimento chamado "offshore interior". Vista de cima, se assemelha a qualquer outra plataforma de petróleo no mar, mas sobre um oceano de floresta intocada. Não há estradas em Camisea. Os dutos foram construídos por helicóptero e os corredores de oleodutos foram reflorestados para impedir o acesso ao local. A única entrada é por via aérea e o acesso é controlado ao longo do Rio Urubamba. Fonte: O ECO

sexta-feira, 20 de abril de 2012

MPF pede paralisação das obras do Acquario

De acordo com MPF, no último dia 12 o departamento do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) permitiu que o arqueólogo e coordenador do projeto de pesquisa arqueológica realizasse estudos na área de implantação do Acquario Ceará colocando em execução o Programa de Prospecção, Resgate e Monitoramento Arqueológico na Área de Implantação do Acquário Ceará. No último dia 13, o IPHAN deu um parecer definindo os procedimentos para a condução do Programa, com o prazo de 15 dias para que o coordenador apresentasse os resultados dos estudos, tanto o dignóstico do caso estudado, como o Programa de Prospecção Arqueólogica feita na área do Acquário Ceará. As duas as fases do Programa, ainda não foram realizadas pelo profissional responsável do IPHAN. De acordo com o MPFCE, as obras só serão reiniciadas após seu posicionamento. Fonte: Diário do Nordeste Online

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Em meio a impasse, obra do Acquario tem prosseguimento

Enquanto o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) afirma que a construção do Acquario Ceará permanece embargada, o governo do Estado ainda não agiu no sentido de paralisar as intervenções que, desde a última sexta-feira, ocorrem no canteiro de obras. O governador Cid Gomes visitou o local ontem e conversou com operários e engenheiros, que continuaram a trabalhar até o fim da tarde. Por sua vez, o titular da Secretaria de Turismo do Estado (Setur), Bismarck Maia, se disse "surpreso" com a decisão do Instituto e afirmou que irá tentar evitar nova paralisação.

O novo impasse relacionado ao Acquario, nesta semana, teve início após o superintendente substituto do Instituto, Ramiro Teles, afirmar que a obra só poderia ser retomada após a conclusão de estudos arqueológicos sobre o empreendimento.

Fonte: Diario do Nordeste Online

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Parque Adahil Barreto em estado de abandono

Uma cidade carente de amplas áreas verdes para lazer da população, Fortaleza vê entregue ao abandono um dos seus principais espaços públicos destinados à prática de atividades ao ar livre. Fundado há 32 anos, o Parque Adahil Barreto sofre, atualmente, com a falta de manutenção. Indignados, os frequentadores reclamam do descaso por parte da Prefeitura.

O estágio de abandono do polo de lazer pode ser comprovado logo na entrada principal, onde resta apenas uma das partes do portão de acesso. Porções do muro que delimita o parque foram destruídas. Galhos de árvores e lixo doméstico se acumulam nas calçadas.

Na área de 44 hectares, onde resistem manguezais e o verde de árvores típicas da flora cearense, a falta de manutenção se apresenta em forma de bancos de madeira e cimento quebrados e lixo acumulado.

Além disso, brinquedos infantis e equipamentos de ginástica estão danificados, bem como parte das calçadas e da ponte de madeira que conduz às margens do Rio Cocó.

Não bastasse, a iluminação pública no parque é precária e não há qualquer tipo de segurança para os frequentadores, como a presença de policiais militares ou guardas municipais. A situação favorece a presença de malandros e desocupados.

Moradia de bichanos

O espaço verde transformou-se em moradia permanente de gatos abandonados. Mais de 100 bichanos, que nunca foram vacinados, perambulam pelo parque. Os animais sobrevivem graças à caridade de pessoas que depositam ração diariamente.

Frequentador assíduo do Parque Adahil Barreto, o aposentado João Carvalho Vieira, lembra com saudade dos tempos áureos da área, quando era bem cuidada e a frequência de pessoas era intensa. "Hoje, o que vemos aqui é o retrato do abandono", lamenta Vieira.

Também amante do local, o aposentado José Raimundo de Farias reclamou: "Além da falta de manutenção, as árvores estão morrendo pela ação de cupins e outros parasitas. Há muitos anos não passam por poda. Fora isso, o mato está crescido em partes do parque e os mosquitos da dengue fazem a festa em depósitos abertos que acumulam água".

O advogado Luís Vieira, que costuma praticar cooper no parque, critica o descaso da Prefeitura para com a área de lazer. "É preciso recuperar já esse espaço verde de Fortaleza, com a retomada de atividades de lazer aqui para crianças e adultos, aliada a uma campanha de preservação", enfatizou.

O Parque Adahil Barreto fica na área de abrangência da Secretaria Executiva Regional (SER II). Contudo, a responsabilidade pela limpeza e manutenção do espaço é da Empresa Municipal de Limpeza e Urbanização (Emlurb), que mantém uma gerência no polo. O parque deverá passar por uma ampla reforma até o fim do ano.

Fonte: Diário do Nordeste

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Fan Fest Copa 2014 será no Aterro de Iracema

A Fifa divulgou, em seu site oficial, onde será cada fan fest das cidades que terão jogos na Copa do Mundo de 2014. Fortaleza ficou com o aterro da Praia de Iracema, como esperado.

O local não poderia ser outro. Lá encontra-se grande parte dos hotéis da cidade, o que facilita aos turistas que não conseguiram ingresso. Além disso, é de fácil acesso às pessoas em geral.

Segundo o site oficial da Fifa, Thierry Weil, diretor de marketing da FIFA, juntou-se a Ronaldo, dizendo: “O FIFA Fan Fest proporciona à FIFA e ao COL uma plataforma para fortalecer a experiência dos torcedores na Copa do Mundo da FIFA, atraindo para o evento milhões de torcedores fora dos estádios. Nós estamos muito satisfeitos com o entusiasmo mostrado pelas Sedes até agora e estamos ansiosos para realizar, juntos, esse evento espetacular em 2014”.

Fonte: Site da FIFA

terça-feira, 10 de abril de 2012

Sobral ganha montadora que produzirá caminhões de lixo e viaturas de combate a incêndio

Usando a rede social Facebook, o prefeito de Sobral, Clodoveu Arruda (PT), anunciou que a Rodomundi, montadora de veículos especiais e implementos rodoviários, deverá iniciar suas atividades em Sobral (Zona Norte) já a partir de maio......A Rodomundi é a terceira indústria montadora de veículos a anunciar sua instalação em Sobral, fortalecendo o município como polo industrial do ramo metalmecânico. Também estão se fixando nesse município a TAC Motors e a Pro Tork

Fonte: Blog do Eliomar de Lima/ Blog de Sobral

segunda-feira, 9 de abril de 2012

SETUR apresenta projetos do Litoral Oeste

O Secretário Estadual do Turismo, Bismarck Maia, apresentará nesta terça-feira, às 15 horas, na Assembleia Legislativa, todos os projetos de estruturação e qualificação para a atividade turística e destinados a municípios do Litoral Oeste do Estado. Esses projetos são financiados pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). Durante a apresentação, para a Comissão de Indústria, Comércio, Turismo e Serviços da Casa, Maia vai detalhar todas as ações que integram o Programa de Valorização da Infraestrutura Turística do Litoral Oeste – Prodetur Expansão Ceará.

O programa, que dá um total de US$ 160 milhões, contempla tanto obras estruturantes – tais como o Aeroporto de Jericoacoara, duplicação da CE 085 e saneamento básico em praias, quanto ações de melhoria das microestruturas em 12 municípios. Por exemplo: recuperação de patrimônio natural, capacitação profissional e urbanização de comunidades praianas.

Além da intervenções no Litoral Oeste, financiadas pela CAF, o Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), também vai realizar obras, promover qualificação e recuperar atrativos naturais degradados nas regiões do Maciço de Baturité e Litoral Leste, com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Ações do Programa de Valorização da Infraestrutura Turística do Litoral Oeste:
1 – SÃO GONÇALO DO AMARANTE/TAÍBA: construção de calçadão com quiosques, estacionamento e pontos de acesso à praia.
2 – PARACURU (sede): urbanização da Praça José Batista de Carvalho, com quiosques.
3/4 – LAGOINHA (PARAIPABA): urbanização da Beira-Mar; urbanização do Mirante.
5 – LAGOINHA (PARAIPABA): recuperação ambiental do Morro da Lagoinha (recomposição, topográfica da área, replantio com espécies arbóreas nativas e gramíneas, adubação orgânica do solo, implantação do sistema de drenagem superficial da água).
6 – FLEXEIRAS – GUAJIRU (TRAIRI): urbanização do Córrego do Guajiru, com instalação de barracas, bancos e passeio.
7 – MUNDAÚ (TRAIRI): calçadão entre as praças da Barra do Mundaú e CPTA.
8 – BALEIA (ITAPIPOCA): construção de vias de acesso à orla da Praia da Baleia.
9 – ICARAÍ DE AMONTADA (AMONTADA): urbanização do ponto de acesso principal à Praia de Icaraí.
10 – PRAIA DA BARRA (ITAREMA): urbanização do ponto de acesso à Praia da Barra.
11 – ARPOEIRAS (ACARAÚ): urbanização do ponto de acesso à Praia de Arpoeiras.
12 – PREÁ (CRUZ): construção da Praça de Eventos na Praia do Preá.
13/14/15 – JERICOACOARA (JIJOCA DE JERICOACOARA): construção do Espaço Multiuso de Jericoacoara; melhoramento e ampliação do estacionamento; qualificação dos becos da vila.
16 – JIJOCA (sede – JIJOCA DE JERICOACOARA): urbanização do ponto de acesso e da Praça da Lagoa de Jijoca.
17 – MACEIÓ (CAMOCIM): urbanização do trecho principal da orla da praia de Maceió.
18 – BITUPITÁ (BARROQUINHA): urbanização do trecho principal da orla da praia de Bitupitá.

Fonte: SETUR/ Divulgação

domingo, 8 de abril de 2012

Londres: a capital olímpica vive em festa


Como a Paris dos anos 1920, imortalizada pelo escritor americano ernest hemingway, Londres é hoje uma festa. diferente, mas uma festa. a capital britânica talvez seja a única cidade do mundo onde um espírito inovador e irrequieto convive, sem traumas, com as tradições, preservadas por seus 8 milhões de habitantes. no palco da Olimpíada de 2012, it’s time to party!

A dualidade de Londres é constatável, a todo instante, na própria paisagem londrina. Ela combina pubs quase milenares com night clubs cujas noites parecem saídas dos séculos XXII ou XXIII. Hoje, nos horários de rush, os típicos ônibus vermelhos de dois andares circulam em versões mais modernas e dividem as ruas de mãos invertidas com milhares de ciclistas a caminho do trabalho. Londres está, aos poucos, se tornando uma cidade de bikes.

A arquitetura é outra medida desse dualismo londrino. Os ponteiros gigantes do relógio Big Ben, talvez o principal ícone da cidade, agora ficam a poucas dezenas de metros da London Eye, a monumental roda-gigante construída para as celebrações da chegada do segundo milênio. Em Londres, monumentos históricos, como a Abadia de Westminster – onde estão sepultados alguns dos mais notáveis ingleses – ou a Torre de Londres – ex-prisão transformada num museu que exibe as joias da coroa britânica –, convivem sem constrangimento com cenários futuristas. Alguns deles são a exótica galeria de arte Tate Modern, um arranha-céu cônico que os locais jocosamente batizaram de The Cucumber (O Pepino), e parte das obras do recém-concluído Parque Olímpico, palco principal dos Jogos de 2012 (de 27 de julho a 12 de agosto). Um dos maiores exemplos do visual moderno que invadiu Londres nos últimos 20 anos, o parque aquático da Olimpíada é uma ousada e sinuosa estrutura metálica, assinada pela arquiteta iraquiana, radicada no Reino Unido, Zaha Hadid. No bairro de Southwark, próximo ao Tâmisa, surge o prédio mais alto da União Europeia, o Shard, com sua forma de pirâmide desenhada pelo arquiteto italiano Renzo Piano.

A cidade também guarda inumeráveis resquícios do império britânico. Durante seu auge, entre os séculos XVII e XIX, a cidade foi, disparado, a capital do mundo. Os ingleses costumam dizer que seu império era tão grande que nele o Sol jamais se punha, pois ele sempre brilhava em algum território britânico. Para Londres afluíam à época os bens mais valiosos, as mercadorias mais sofisticadas e boa parte do dinheiro do mundo. Com o desmanche do império, hoje a cidade é lar de moradores vindos de praticamente todos os países ou territórios que o integravam.

Londres abriga imigrantes provenientes de cerca de 130 países. Mais de 300 idiomas são falados nos limites da cidade. O simples desembarque no aeroporto de Heathrow atesta essa diversidade: turbantes sikhs, sáris indianos, burcas islâmicas e trajes caribenhos misturam-se em seus saguões e filas numa profusão colorida. Essa talvez seja a grande marca humana londrina: o cosmopolitismo, a grande variedade de culturas presentes no dia a dia da cidade. Além de seu lendário metrô. O sistema, o mais antigo do mundo, inaugurado no século XIX, tem 400 quilômetros de linhas (o de São Paulo tem 74 quilômetros) e um tráfego de quase 3 milhões de passageiros por dia. Admirado pelos turistas, o metrô londrino ficou décadas sem grandes investimentos. Mas um ambicioso programa de renovação aos poucos coloca o sistema devidamente no século XXI.

Difícil, portanto, falar de uma única Londres. Há a dos monumentos históricos. Há a dos pubs. Dos castelos e palácios. Dos museus. Dos parques. Dos musicais. Do alto consumo. Das lojas de departamentos. Nas indicações a seguir, ÉPOCA traz as melhores opções em diversão nas diferentes peças do inigualável
mosaico urbano londrino.

Fonte: Revista Epoca

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Cia. Carroça de Mamulengos em turnê no Cariri


O evento começa neste sábado e segue até o próximo dia 18 de abril com apresentações diárias na região. Cinema, teatro, arte popular e encantamentos mil com a presença da Cia. Carroça de Mamulengos, um dos últimos grupos mambembes que circula o Brasil e que tem raiz também no Cariri. Desta vez, o grupo volta à região para fazer uma turnê que inclui 12 cidades, 11 delas na região, com a Turnê Cariri 2012, em parceria com o Cinearte Sarau.

Um festival de arte acessível ao povo, com oficinas de perna-de-pau, cinema ao ar livre, e um espetáculo inesquecível. Começa neste sábado de Aleluia, pela cidade de Jardim, embarcando do dia 7 até o dia 18 com apresentações diárias na região e, somente no dia 21, em Olinda, no Estado de Pernambuco.

As palhaceatas ao ar livre, com as apresentações teatrais e as oficinas rendem praticamente um dia inteiro em cada cidade, com a presença mágica da família, que, no ano passado, esteve realizando turnê pelo Cariri, em junho. O projeto conta, mais uma vez, com o patrocínio da Petrobras, proporcionando ao público uma programação inteiramente gratuita.

Fonte: Diário do Nordeste Online

O Turismo no "Plano Brasil Maior"

O Turismo foi incluído no conjunto de medidas de estímulo à economia nacional, que é o "Plano Brasil Maior". A iniciativa é importante para atender à crescente demanda de turistas no país, potencializada pelos megaeventos que o Brasil sediará. A projeção é a de 600 mil turista estrangeiros e três milhões de turistas brasileiros circulem pelo país, somente durante a Copa do Mundo de 2014.

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Licença Prévia da LINHA LESTE METROFOR

A Licença Prévia (LP) da LINHA LESTE METROFOR está prevista para ser emitida na próxima semana. O Conselho Estadual do Meio Ambiente (Coema) aprovou ontem o Estudo de Impacto Ambiental/Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima) do projeto orçado em R$ 3,5 bilhões.

Com a LP, o tutor da obra, o Governo do Estado, pode realizar a audiência pública necessária antes de lançar o edital de licitação. Em seguida, será realizada a concorrência pública, explicou o diretor de Desenvolvimento e Tecnologia do Metrofor, Edilson Aragão, que participou da reunião do Coema.

A aprovação do EIA/Rima ocorreu com voto favorável de 23 dos 24 conselheiros. Houve ressalvas. “Ressalva tem, mas não de impedimento. Tem que ser feito os estudos de controle de emissão de gás, o plano de acompanhamento da obra. Uma série de projetos precisa ser feita, como o projeto de resíduos”, comentou Aragão.

A Linha Leste vai ligar o Centro, partindo da estação Chico da Silva, ao Fórum Clóvis Beviláqua, no bairro Edson Queiroz. Vinte trens elétricos vão transportar cerca de 400 mil pessoas, em um processo de integração com as linhas Sul, Oeste, ramal Parangaba-Mucuripe e terminais de ônibus. Serão 12 estações - 11 subterrâneas e uma em superfície, informou a assessoria de imprensa do Metrofor.

Edital para “tatuzão”
A perfuração dos túneis da Linha Leste será feita por uma tuneladora, também conhecida como “tatuzão”. O edital de concorrência internacional, da ordem de R$ 150 milhões, está previsto para ser lançado dia 25 deste mês, adiantou Aragão. O equipamento será adquirido pelo Estado e não pela empresa que vai realizar a obra.

“O empreiteiro, depois que ele ganhar a licitação, é que vai comprar a máquina. Isso perde de um a dois anos. É um equipamento que é encomendado. Estamos lançando o edital para adquirir essas máquinas”, complementou o diretor do Metrofor.

A construção se dará com dois equipamentos “tatuzão” saindo do Centro e dois partindo do Fórum, para se encontrarem próximo ao Terminal do Papicu.

Segundo Aragão, que também é professor de Engenharia de Transporte, os equipamentos comprados pelo Estado, poderão ser leiloados ou aproveitados para novas linhas do transporte metroviário.

Fonte: O POVO Online

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Quixadá atrai turistas pelas belezas naturais e exóticas


"Seja bem vindo". A boa receptividade, associada aos atrativos naturais, históricos e religiosos são ferramentas suficientes para o sucesso do setor hoteleiro de Quixadá. O Município é considerado um dos mais belos e exóticos recantos do Interior do Ceará. Para especialistas do ramo, o Município tem o maior número de atrativos por metro quadrado do Estado, comparado com outros centros turísticos, inclusive praianos. Hoje, o setor está em expansão. Em breve o Vale das Pedras começará a funcionar.

O Município possui uma boa estrutura hoteleira. Além do novo empreendimento conta também com o Hotel Belas Artes e o Pedra dos Ventos Resort. Na lista entram ainda os hotéis Imaculada Rainha do Sertão, Monólitos, Quinzinho, Cedro Palace Hotel, Nova Aldeota, Itajubá e as pousadas Raios do Sol, Itajubá e São José, situada na Serra do Estevão. A maioria está voltada ao visitante comercial. Há opção para todos os gostos e bolsos.

Valorização imobiliária chega a 300% em Juazeiro

Uma realidade imobiliária que a cada dia chama a atenção para novos investimentos. Em Juazeiro, áreas chegam a valorização de até 300% o metro quadrado em três anos. Esse valor envolve também a especulação diante dos novos empreendimentos implantados nos últimos anos, em áreas valorizadas do Município, principalmente os grandes investimentos no setor público. Áreas como os espaços comerciais no bairro Pirajá e no espaço do Triângulo Crajubar estão entre as mais valorizadas da cidade.

O delegado do Conselho Regional do Corretores Imobiliários (Creci – CE), em Juazeiro, Fagner Canuto Tavares, destaca as condições favoráveis na cidade para investimento no setor, mas ao mesmo tempo faz o alerta para as novas construções, propostas de financiamentos e principalmente a especulação na área. Várias campanhas tem sido feitas, segundo ele, no sentido de alertar o consumidor.

Financiamento

Um dos pontos que ele destaca tem sido os financiamentos de casas, por exemplo, em que muitos investidores se apressam em vender e entregar o imóvel em prazos recordes. Segundo afirma, é importante o cliente perceber o processo, desde a construção do empreendimento, os profissionais envolvidos, e, acima de tudo a qualidade da construção. Os preços, conforme o corretos, estão muitas vezes acima da realidade.

Atualmente, ele afirma que área nos bairros Limoeiro, Novo Juazeiro e São José, entre as cidades de Crato e Juazeiro do Norte, são as mais valorizadas em termos de investimentos, já que muitas casas estão sendo construídas nessas localidades, inclusive com terrenos bem valorizados. Construções como o Hospital Regional do Cariri (HRC), o Cariri Shopping, agora com a duplicação, além do Centro de Convenções do Cariri, grandes redes de supermercados, o Departamento de Trânsito (Detran), investimentos em revendedoras de veículos, fizeram com que a área entre o bairro Triângulo e São José, em Juazeiro, fosse valorizada ainda mais.

E também passou a ser um dos principais focos dos especuladores. De acordo com o delegado do Creci, na Avenida Padre Cícero, entre o Atacadão e o Cariri Shopping, o metro quadrado chega a custar cerca de R$ 600,00, próximo à pista, e nas quadras residenciais, até R$ 200,00.

Segundo Canuto, esses valores podem ser avaliados dentro da média de custos, sem as especulações exageradas. Ainda ressalta que tem sido feito um trabalho de combate à especulação, alertando os consumidores quando à realidade de mercado. “Proprietários de imóveis querem realizar a sua própria avaliação, e muitas vezes supervalorizar o empreendimento”, diz ele. Terrenos na área da Avenida Padre Cícero que valiam R$ 100 mil, em torno de 300 metros quadrados, hoje custa cerca de R$ 250 mil. Para ele, esse é um avanço muito grande. Mas alerta que a sociedade precisa procurar gente que tem habilidade de prestar o serviço.

Área próxima ao Shopping Cariri atrai investidores

O delegado do Conselho Regional do Corretores Imobiliários (Creci - CE), em Juazeiro, Fagner Canuto Tavares, aponta que em três anos, a área nas proximidades do Cariri Shopping teve uma valorização de até 100%, dentro da média real de investimentos. E foi neste espaço, que houve muitos investimentos em prédios comerciais, pequenas galerias de lojas, além de clínicas médicas. Mas o que tem chamado a atenção são investimentos em construções verticalizadas. Esse é outro fator que tem demonstrado a mudança cultural da cidade, principalmente por conta das universidades implantadas nos últimos anos em Juazeiro, a exemplo da Universidade Federal do Ceará (UFC), campus Cariri, que está em processo de mudança para Universidade Federal do Cariri (UFCA).

Investimentos imobiliários no setor público também chamam a atenção na cidade, para a carência de mão-de-obra. Empresas como a Construtora Raimundo Coelho (CRC), buscou a qualificação de mulheres para um mercado considerado masculino. "Isso tem uma importância porque as mulheres conquistam um espaço de trabalho e supre a carência, principalmente na área de acabamentos, que conseguem fazer muito bem", diz a empresária Patrícia Coelho, superintendente do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon) no Estado do Ceará, na região do Cariri. O crescimento da construção civil acontece em todo o Brasil e, em Juazeiro do Norte, segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de Juazeiro do Norte, José Galdino Neto, não poderia ser diferente.

"Quando a construção civil se evidencia é porque outros setores estão se desenvolvendo", diz Galdino. As obras do setor público, mesmo com a terceirização da mão-de-obra, são as que mais empregam na cidade.

O projeto Minha Casa, Minha Vida, lidera o ranking de crescimento do setor. Estão sendo concluídas as etapas de construção, com 1.280 unidades. Mais duas mil estão previstas para serem construídas na cidade. Depois vêm os condomínios e ampliação do Cariri Shopping, que absorvem maia de 1.600 trabalhadores juntos. "Antes os trabalhadores saíam de Juazeiro do Norte para buscar serviços e hoje estamos trazendo mão-de-obra de outras cidades", afirma.

Fonte: Caderno Regional/ Diário do Nordeste